Porque não consigo vender no Facebook?

Publicado por em 31 dez 15. Facebook, Negócios

Temos visto muitos pequenos empreendedores que se aventuram a colocar seus produtos no Facebook. Infelizmente pouco tempo depois eles dizem que o Facebook não funciona e acabam desistindo da plataforma.

Isso é triste, pois estes empreendedores não imaginam o tamanho da oportunidade que estão perdendo.

Além de um alcance extraordinário de público específico, o trabalho bem feito no Facebook atinge um novo tipo de marketing que está muito mais de acordo com o perfil atual dos consumidores.

Então você vai dizer:

“Já tentei e não consegui nada com o Facebook.”

Mas talvez isso tenha acontecido só porque você estava utilizando o Facebook de maneira errada.

Certamente o que está passando pela sua cabeça é: “Como assim de maneira errada? Criei uma página, eu falava dos meus produtos. O que mais eu tinha que fazer?”

A resposta é simples: se relacionar!

As pessoas entram no Facebook para se relacionar, e isso vale também para as relações de negócios. Se você faz várias e várias postagens apenas dizendo que seu produto é o melhor, pedindo para as pessoas comprarem de você, isso simplesmente não vai funcionar. É preciso sair da sua zona de conforto, arregaçar as mangas e entender o que seu potencial cliente está procurando (e oferecer isso a ele, claro!)

Então, o que preciso fazer para impulsionar meu negócio no Facebook?

Essa é a pergunta certa! O meio correto de utilizar o Facebook como plataforma de divulgação é oferecer conteúdo de qualidade para seu cliente. Algo que seja autenticamente importante para ele.

Por exemplo, imagine que você é o dono de um pequeno restaurante em um bairro e que sua clientela é formada, no horário do almoço, por pessoas que trabalham em comércios e empresas próximas a você; e, a noite e nos fins de semana, por moradores do bairro que vem buscar uma oportunidade de lazer e um passeio ao jantar fora.

Imaginou? Pois bem, publicar inúmeras vezes na sua página o quanto a comida do seu restaurante é boa pode ficar extremamente cansativo, além de soar um tanto arrogante. Pense bem, grande parte das pessoas que curtiram sua página já comeram no seu restaurante, e os que não comeram não tem porque acreditar apenas na sua palavra de que a comida é boa.

Agora imagine postar na página dicas de receitas simples que as pessoas podem fazer, isso começa a mostrar para as pessoas que vocês endendem mesmo de culinária. E que tal postar algumas fotos dos “bastidores” da cozinha, mostrando como vocês são limpos e o cuidado com o preparo dos alimentos? Isso está ficando mais interessante.

E não é preciso ficar só em conteúdos intimamente ligados ao seu produto. Também poderiam haver dicas de agendas culturais na região para as pessoas que procurarm opções de lazer. Ou algumas dicas os melhores horários e trânsito para quem está indo embora do trabalho.

Tudo isso agrega valor a sua relação com as pessoas. Torna sua marca mais intima da vida delas. E sendo mais interessante, fideliza o cliente!

É como uma flor que oferece seu néctar às abelhas para que estas façam mel. No fim, as abelhas acabam espalhando o pólen da flor. A ação de compartilhar é sempre útil para todas as partes envolvidas!

Para finalizar

É claro que você precisa vender, mas não é legal ser “o inoportuno” que só sabe falar de como é bom no que faz. Certamente você deve conhecer alguém assim, e mais certemente ainda, deve sempre evitar ficar perto desta pessoa, não é?

Para vender no Facebook é preciso estar disposto a compartilhar. Compartilhar conhecimento, compartilhar sentimentos, compartilhar relações.

Claro que não há mágica e os resultados não vem do dia para noite, mas eles chegam e fazem toda a diferença!

 


 

Próximos passos

> Se você gostou deste conteúdo, siga-nos para obter mais dicas de negócios, em facebook.com/mundodrigo

> Caso você queira uma consultoria profissional para seu negócio no Facebook, confira nossa apresentação de campanhas para Facebook, clicando aqui.

Compartilhe com os amigos
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

2 Comentários

  1. Pois é… vamos sair da nossa zona de conforto e expandir os horizontes!!! Sem medo… afinal, é errando que se aprende!

    Por Juliana da Conceição em 6 de janeiro de 2016 às 00:25
  2. É isso mesmo!

    Por Rodrigo Santos em 16 de janeiro de 2016 às 17:08

Comente

*
*